Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios




Mercado

Destaque

Consultoria

Legislação

Estruturação

Protestos

 

 

 

FIDC

Consultoria e Treinamento

O FIDC é um excelente instrumento de captação de recursos no mercado de capitais, principalmente para empresas que tem alto comprometimento de dívidas bancárias em seu balanço, mas que tem uma grande capacidade de geração de recebíveis. Estas empresas podem captar os recursos através do FIDC, e amortizar suas dívidas deixando o balanço muito melhor, pois efetuará uma diminuição de seu passivo bancário, através da diminuição do ativo de curto prazo, ou seja cedendo seus recebíveis.  Para se ter uma relação custo x benefício adequada os FIDCs são recomendados para  empresas com geração de recebíveis a partir de R$ 20 milhões ao mês.

É também um instrumento que permite economias fiscais, pois as cessões ao FIDC não pagam nenhum tipo de imposto, diferentemente dos empréstimos bancários. No caso de Factorings esta economia é tão grande que o break-even de operações de FIDC, está em torno de R$ 15 milhões.

 Por  ser um instrumento muito aberto, permite a securitização de muitos ativos, mesmo aqueles não performados, tais como contratos de prestação de serviços, contratos de fabricação e entrega futura, a depender da estrutura pode ser necessária a contratação de seguro, ou um banco “trustee“ para administrar a conta corrente que receberá os recursos do pagamento da prestação de serviços, ou entrega dos bens.

Normalmente na montagem de um FIDC temos as seguintes figuras:

Cedente/Originador: empresa que gera direitos creditórios que podem ser vendidos ao FIDC, e em caso de fundo com cotas subordinadas, o cedente é adquirente destas;

Estruturadores: instituição financeira, agente financeiro e escritório de advocacia, contratados para montar  a operação;

Custodiante: instituição financeira que fará os Serviços de Custódia, controle dos recebíveis,  e de liquidação financeira do FIDC;

Agência classificadora de Riscos: empresa que analisará toda a estrutura do FIDC, principalmente os direitos creditórios, e dará nota (rating) para as séries de cotas;

Administrador do FIDC: responsável legal pelo FIDC;

Banco cobrador / Agente de Cobrança: instituição responsável pela cobrança dos recebíveis;

Empresa de Auditoria: audita os recebíveis e a área de contas a receber da empresa originadora, bem como o balanço do FIDC;

Distribuidor: responsável pela venda de cotas ao mercado;

Representantes dos Cotistas: nomeado pelos cotistas;

Consultor de Créditos/Investimentos: muito utilizado nos FIDCs de Factoring, e normalmente é depositário dos Recebíveis.

Consultor independente: responsável por desenhar a operação a partir da analise da necessidade do Cedente e apresentar para administradores potenciais do FIDC, com o objetivo de minimizar os custos da operação.

Aproveite as vantagens que esse excepcional produto lhe oferece e se você tem dúvidas sobre a funcionalidade dos FIDC's, não hesite em nos procurar.

Mais informações clique aqui